Categorias
Sem categoria

Trabalhadores do segmento educacional se reinventam para levar conteúdo de qualidade a estudantes

Inesperadamente, aquela rotina de ir todos os dias para o trabalho conversar, abraçar, cumprimentar com um aperto de mão, mudou. Muitos trabalhadores e empresas migraram para o home office. O mundo digital agora é o ambiente de trabalho da maioria das pessoas.

Gerente de T.I do Sistema CEV, Carlos Bezerra, trabalhando em home office.

Para quem trabalha no segmento educacional, não foi diferente. Nos últimos meses por conta do período de isolamento social, o conceito tradicional de escola mudou, as aulas que antes tinham aquela proximidade entre alunos e professores, foram suspensas. Mas a missão de educar não para. Professores, diretores, coordenadores, como muitos outros profissionais tiveram que migrar para o mundo virtual.

Professora ministrando aulas para alunos do ensino fundamental.

As aulas agora são a distância, uma mudança radical na vida desses profissionais que gostam de ficar junto dos seus alunos. Os professores agora se dividem entre a rotina doméstica, os cuidados com seus filhos, e a gravação ou transmissão de aulas ao vivo para que os estudantes continuem imersos no conteúdo. Os coordenadores ajudam na edição de vídeos, e os diretores dão todo o suporte aos pais ou responsáveis.

Professora ministrando aula de casa para estudantes da educação infantil.Professora ministrando aula de casa para estudantes da educação infantil.

As aulas continuam, por isso, como todos os outros trabalhadores, os da educação estão se reinventando e se adaptando. Quando tudo isso passar, as aulas poderão ser como antes deste período de isolamento. Abraços, beijos e apertos de mãos serão bem-vindos novamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *