Categorias
Bilíngue Educação Parceria Tecnologia

O ensino bilíngue tem se tornado fundamental em um mundo cada dia mais conectado

 

O mundo está cada vez mais globalizado e as relações entre as diversas nações estão mais estreitas. Para fazer parte desse ambiente integrado é fundamental dominar outra língua, principalmente quando ela é a mais falada no planeta.

O inglês tem cerca de 1,132 bilhão de falantes entre nativos e não nativos, a língua é a mais falada do mundo. Seja nos negócios, em eventos, como as olimpíadas, no turismo ou em empresas multinacionais, a língua inglesa é a oficial.

Ter um ensino bilíngue desde cedo, faz com que o estudante tenha uma melhor performance no aprendizado da língua inglesa e a utilize para diversos fins.

Sempre pensando no desenvolvimento pessoal de cada estudante, o Sistema CEV fechou uma parceria com a casa Thomas Jefferson, uma instituição reconhecida na América Latina e no mundo por seu trabalho de excelência no ensino e na disseminação da cultura dos países de língua inglesa.

“O Sistema CEV está sempre fechando parcerias que agregam valor para os estudantes e para suas escolas parceiras, e viu na Casa Thomas Jefferson uma grande oportunidade de o aluno ter acesso a um conteúdo bilíngue completo, em que ele pode vivenciar de maneira mais imersa situações que o uso do inglês é indispensável”, explicou Cloves Costa, diretor de comercialização do Sistema CEV.

O Thomas Bilíngue for Schools (TBS) é um programa desenvolvido pela Casa Thomas Jefferson para levar um ensino bilíngue de alta qualidade para dentro das escolas de todo o Brasil. As aulas acontecem integralmente em inglês, proporcionando um ambiente de imersão no idioma. O aluno desenvolve o seu inglês ao mesmo tempo em que amplia seus conhecimentos nas mais diversas disciplinas. Além disso, o estudante desenvolve competências do século XXI – colaboração, criatividade, pensamento crítico, inovação e habilidades socioemocionais.

“Usamos a abordagem CLIL – Aprendizado Integrado de Conteúdo e Língua (Content and Language Integrated Learning) associada a uma abordagem comunicativa, dando prioridade ao significado da mensagem e à comunicação; com elementos de PBL – Aprendizagem baseada em projetos (Project-Based Learning) e Educação Maker – mão na massa: o aprender fazendo, valorizando sempre o protagonismo do aluno e tendo ele como centro de todo o processo de aprendizagem”, esclareceu Lueli Ceruti, gerente do Thomas Bilingue for Schools.

Se você quer na sua escola um ensino bilíngue de excelência com vivências culturais da língua inglesa, referência na América Latina e reconhecido em todo planeta, entre em contato agora mesmo com um consultor ou consultora comercial do Sistema CEV na sua região, é só clicar no link. https://linktr.ee/comercialsistemacev

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *