Categorias
DiaNacionalDaMatemática Educação Vortex

Saiba tudo sobre a origem e a importância do dia Nacional da Matemática, 06 de maio

“A matemática, senhora que ensina o homem a ser simples e modesto, é a base de todas as ciências e de todas as artes”. Essa frase do professor, educador, pedagogo, conferencista, matemático e escritor do modernismo brasileiro Malba Tahan (pseudônimo usado por Júlio César de Melo e Sousa) deixa bem evidente a importância que invariavelmente acompanha essa disciplina (que, por sua vez, é amada por muitos alunos e “bicho-papão” para outros tantos, não é mesmo?).

Levando-se em conta esse nível de protagonismo, é claro que ao menos um dia no calendário teria que ser destinado inteiramente à Matemática (em âmbito nacional). Nesse sentido, o dia 06 de maio foi escolhido para ser esse marco acerca do qual o Blog da Vortex Educação irá tratar agora. Confira!

Saiba como surgiu o Dia Nacional da Matemática

Malba Tahan teve seu centenário comemorado em 1995. Naquele ano a criação do dia da Matemática entrou em pauta (até como uma homenagem a esse grande expoente da Matemática em solo brasileiro), sendo aprovado primeiramente pela Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro e pela Câmara Municipal de São Paulo.

Apenas em 5 de junho de 2013, por meio da lei nº 12.835, o dia da Matemática passou a ser instituído em âmbito nacional (após o projeto de lei ter sido apresentado na Câmara dos Deputados em 2004). E assim o dia 06 de maio (data de nascimento de Malba Tahan) passou a ser considerado o Dia Nacional da Matemática.

Como vivenciar o dia 06/05 na sua escola? 

Algumas atividades bem legais têm tudo para tornarem o dia 06/05 uma data bem especial na sua instituição. Exibições de animações e vídeos de outros estilos que sejam condizentes com a referida temática, uma proposta que vise a resolução de desafios matemáticos (dando vida à gincanas bem divertidas, por exemplo) e aulas ainda mais descontraídas, com dinâmicas ainda mais inovadoras, são algumas das ações que servem não apenas para viabilizar uma comemoração plena acerca desse dia no ambiente escolar, mas também para fazer com que os alunos que “fogem” da Matemática se motivem a buscar uma aproximação com ela.

Sim, costumeiramente estudantes das mais diversas faixas etárias veem a Matemática como “vilã”. Esse comportamento já pode até mesmo ser considerado uma nuance cultural inserida nos múltiplos contextos do processo de ensino-aprendizagem em virtude de alguns motivos mais específicos (os quais não vêm ao caso de serem detalhados por aqui agora, né?). Logo, esse é um momento bastante propício para a “desmistificação do caráter supostamente assustador” que, ano após ano, é associado ao universo desses conhecimentos tão importantes e encantadores evidenciado por tal disciplina.

E aí, curtiu? Como o Dia Nacional da Matemática costuma ser vivenciado na sua instituição?    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *