Categorias
Aulas presenciais Educação prevenção Vortex

Confira dicas que podem fazer toda diferença para os estudantes no retorno às aulas presenciais

Como todos sabem, ainda estamos sim vivenciando um cenário pandêmico em decorrência da COVID-19. Contudo, com o avanço da vacinação para as diversas faixas etárias, muitas escolas pelo país estão viabilizando o retorno às aulas cem por cento presenciais.

Medidas de prevenção contra a Covid-19 precisam ser mantidas no retorno às aulas presenciais

Atenção!

Diante de tudo que vem sendo amplamente discutido ao longo dos últimos anos, é quase impossível que os gestores educacionais não estejam atentos às adequações que as escolas precisam oferecer no intuito de melhor recepcionar os alunos nesse momento tão especial, não é mesmo? Mas um reforço nesse sentido nunca é demais, e o Blog da Vortex Educação, claro, vai preferir “pecar pelo excesso”.

Tapetes sanitizantes nas portas de entrada, dispensers com álcool em gel espalhados por pontos estratégicos da escola, distanciamento das carteiras nas salas de aula (e de pessoa para pessoa nos intervalos), uso de máscaras por parte de alunos e colaboradores e aferição da temperatura em quem chega na instituição são algumas das medidas de prevenção principais. Mas não para por aí. Colaboradores e alunos que por ventura apresentem sintomas gripais não devem comparecer à escola. Objetos e materiais escolares não devem ser compartilhados e, dentre outras ações, cuidados relativos à saúde mental dos estudantes nesse retorno devem ser priorizados. Este último ponto, como não poderia deixar de ser, é mais do que merecedor de um detalhamento e nós o faremos a seguir. Se ligue!

Que tal sugerir aos alunos atividades através das quais eles possam relatar as principais experiências que tiveram ao longo desse tempo de pandemia (levando-se em conta as possibilidades e limites de cada um)? Essa iniciativa pode ser importante para identificar possíveis aspectos que são merecedores de uma maior atenção por parte dos educadores e dos psicólogos da escola. Outra ação importante refere-se ao incentivo que deve ser dado à socialização dos estudantes desde que, claro, todas as margens de segurança sejam respeitadas. Por mais que os alunos estivessem sempre em contato uns com os outros através dos meios digitais durante todo esse tempo, interações presenciais são sempre bem melhores e bem mais enriquecedoras né?

Outra dica valiosa

Como se sabe, os níveis de aprendizagem decorrentes das aulas remotas não é o mesmo das aulas presenciais para a maioria dos alunos. Então agora vai outra dica que tem tudo para ser considerada muito valiosa: avaliações diagnósticas poderão ajudar nesse processo de identificação das possíveis lacunas de conhecimentos formadas em virtude desses anos de aulas on-line. Essa ação será fundamental para que o processo de ensino-aprendizagem possa de fato ser otimizado nesse retorno.

Por fim, a escola precisa ser vista pelo aluno como um local onde ele aprende os conteúdos necessários para sua formação intelectual – visando sua melhor inserção no mercado de trabalho no futuro – mas também onde ele pode ser acolhido diante do mergulho em dilemas, dúvidas e inseguranças que certamente não serão raros de serem observados nesse iminente retorno às aulas presenciais.

E aí, curtiu? Quais são os diferenciais que estão sendo preparados na sua escola visando a melhor recepção para seus estudantes?