Categorias
Cultura FestasJuninasNaEscola Vortex

Junho chegou e com ele um dos períodos mais aguardados do ano. Saiba como esses dias podem ser comemorados de forma diferenciada e moderna na sua escola

Mugunzá, bolo de milho, canjica, pamonha, cuscuz paulista, pastel de carne seca, cocada e muito mais. Quando falamos dessas deliciosas comidas típicas o que lhe vem à mente? As maravilhosas festas juninas, não é mesmo? Pois, é. Como bem sabemos elas estão chegando com tudo em 2022 e podem ser muito importantes para sua escola. Como? O Blog da Vortex Educação vai detalhar tudo sobre isso para você no post de hoje. Confira!

Obviamente festas juninas não se tratam apenas de mergulhos num nicho especial do universo gastronômico. Quadrilhas, bandeirolas, fogueiras, balões, fogos de artifício, caracterização dos participantes (inclusive com o uso de adereços e de vestimentas mais específicas), forró, danças e brincadeiras são outros componentes essenciais desses momentos. E é claro que esse período festivo não deve passar despercebido na sua escola. Se ligue nos motivos!

Valorização da cultura e mais

Primeiramente precisamos ressaltar a importância que reside na valorização das manifestações culturais brasileiras no ambiente escolar. As festas juninas foram trazidas ao Brasil por Portugal, ainda no século XVI, tendo em vista – de maneira destacada – a celebração dos dias de quatro santos católicos: Santo Antônio (13 de junho); São João (24 de junho); São Pedro (29 de junho) e São Paulo (29 de junho), embora as comemorações costumem girar em torno de São João e, em alguns lugares (especialmente do Nordeste), o dia de Santo Antônio também seja bastante celebrado. Mas, para além de nuances religiosas, as festas juninas também celebram a união conjugal, o período de colheitas, a chuva e a preparação de novos plantios. Dessa forma, no mês de junho o amor se faz ainda mais protagonista e as energias, por assim dizer, podem ser renovadas de maneira ainda mais plena.

Todos participam  

Outro motivo bastante relevante que precisa ser considerado: a preparação de festas juninas no ambiente escolar é sempre algo que promove imersões preciosas em práticas colaborativas, aproximando não apenas os estudantes – uns dos outros – mas também promovendo uma maior integração entre os alunos, professores, gestores educacionais, outros colaboradores da instituição e, claro, inserindo os familiares dos jovens numa das mais importantes vivências possíveis do calendário escolar.

Festas juninas diferenciadas e modernas

Sim, uma festa junina pode ser viabilizada de diversas formas e, certamente, todas elas são logicamente aceitáveis. Mas, sempre que possível, devemos evitar o “mais do mesmo” no intuito de diferenciar e modernizar um evento como esse, né? – Sem que, para tanto, a essência da tradição seja prejudicada!

Nesse sentido, que tal se pensar em festas juninas sustentáveis? Uma decoração inteligente pode vir à tona, deixando de lado o uso, por exemplo, de forros de papel. A tradicional fogueira pode ser substituída por uma fogueira cenográfica. As bandeirinhas podem ser feitas por meio de tecidos ou mesmo através de folhas de revistas que, em outro contexto, jamais seriam usadas. Se realmente for imprescindível o uso de madeiras, que elas sejam oriundas de reflorestamento e por aí vai. Medidas simples fazem toda diferença e o meio ambiente agradece!

Outras possibilidades incríveis que devem ser consideradas dizem respeito ao estímulo que pode ser dado às habilidades de gestão por ocasião da produção desses eventos. Logo, assuntos como gestão colaborativa, economia solidária, economia criativa, finanças, investimento, divulgação, marketing e inovação podem ser explorados didaticamente de modo a despertarem o interesse dos estudantes com relação a esses temas.

Isso fará com que a interdisciplinaridade se torne outra frente passível de ser estimulada, tal como a transdisciplinaridade mediante a qual alunos de todas as séries poderão lidar com tarefas compatíveis com suas respectivas faixas etárias.

Sopro de bonança

Não nos esqueçamos: as festas juninas em 2022 têm tudo para serem ainda mais especiais, constituindo eventos capazes de fazerem aflorar emoções das melhores e das mais intensas levando-se em consideração os dois últimos anos nos quais elas não puderam ser devidamente comemoradas (em virtude das piores fases do período pandêmico).

Além disso, momentos de descontração e relaxamento são sempre muito bem-vindos, uma vez que os estudantes lidam com pressões de diferentes naturezas no âmbito escolar (especialmente os vestibulandos) e vivências como essas podem servir como auxiliares preciosos. Como dizem os versos iniciais deste cordel do poeta Bráulio Bessa, “Num país/Tão rico e belo/ Tão grande e tão cultural/ Tem festa o ano inteiro/ Mas junho é especial/É o carnaval do sertão/ Nossa festa de São João/ Cheia de gente animada/ Vem pra cá você também/ Que eu vou dizer o que tem/ Nessa festa arretada…”.

 

 

 

 

 

Categorias
Cultura DiaMundialDoLivro Educação Vortex

Eles sempre são protagonistas, mas no dia 23/04 tal protagonismo fica ainda maior. Você sabe do que estamos falando?

Quem lida com eles de maneira frequente e apropriada, com mais conhecimento (acerca das mais diversas áreas!) fica. A bagagem cultural é fortalecida. O senso crítico se desenvolve, tais como os níveis de autoconhecimento, empoderamento, qualidade da escrita e do próprio repertório argumentativo. E amanhã, 23 de abril, o mundo inteiro celebrará sua existência. Sim, estamos falando do Dia Mundial do Livro (e dos Direitos Autorais) e esse será o assunto de hoje no Blog da Vortex Educação!

Importância da data

Esse dia detém uma importância enorme que, por sua vez, se reflete em múltiplas frentes. Ou seja, ele ajuda as pessoas a refletirem mais profundamente a respeito da importância da leitura; traz à tona os trabalhos de novos autores; reforça o papel fundamental dos clássicos e, além disso, traz também uma luz sobre os direitos dos autores.

Como vivenciar o Dia Mundial do Livro na sua escola   

Inúmeras atividades podem ser propostas para os alunos no intuito de que eles desenvolvam ainda mais o apreço pelos livros.

Os estudantes podem, por exemplo, ser convidados a desenvolverem redações e poesias que tenham a importância dos livros como inspiração; contações de histórias são sempre ótimas pedidas (especialmente quando se trata de crianças); uma peça teatral tendo por base alguma nuance de clássicos da literatura é outra sugestão bem legal, tal como uma visita a ser feita em ao menos uma das mais importantes bibliotecas da cidade.

Algumas sugestões de leitura incríveis

Diante de tantos artistas hiper talentosos e de tantas histórias inesquecíveis, nada melhor do que uma listinha repleta de sugestões preciosas para quem deseja investir de forma mais contundente na leitura e não sabe bem ao certo por onde começar, não é mesmo? Então vamos lá!

Se você preferir logo de cara grandes clássicos da literatura mundial, Odisseia (Homero); A Divina Comédia (Dante Alighieri); Romeu e Julieta (Shakespeare); Os Lusíadas (Camões); Dom Quixote de la Mancha (Cervantes); Orgulho e Preconceito (Jane Austen); Crime e Castigo (Dostoiévski); Dom Casmurro (Machado de Assis) e A Metamorfose (Kafka) representam algumas opções maravilhosas.

Já se sua predileção for por autores de renome da atualidade, À Cidade (Mailson Furtado); Assim na terra como embaixo da terra (Ana Paula Maia); The Underground Railroad – Os Caminhos para a Liberdade (Colson Whitehead); Frantumaglia (Elena Ferrante); O Clube dos Jardineiros de Fumaça (Carol Bensimon); 4321 (Paul Auster) e Um Artista do Mundo Flutuante (Kazuo Ishiguro) se fazem obras quase “obrigatórias” de serem lidas. Na boa, vale muito a pena conferir!

Dito isso, não poderíamos deixar de enfatizar, claro: “todo dia é dia, e toda hora é hora” quando se trata do mergulho numa boa leitura!

Categorias
Cultura DiaDaDiversidadeIndígena Vortex

Por que o dia 19/04 é tão importante? E como ele pode ser vivenciado na sua instituição?

Eles são responsáveis por uma herança cultural de valor inestimável para todos os brasileiros. E têm no dia 19/04 uma data que, muito além de uma homenagem, reforça a necessidade de uma reflexão profunda (crítica) acerca da relação histórica de dominação e conquista das civilizações europeias sobre eles, bem como do tratamento atual que lhes é destinado, nos mais diversos âmbitos, por parte dos governos e dos brasileiros como um todo. Por essas e outras o Dia da Diversidade Indígena se faz um marco tão importante no nosso calendário e esse assunto, claro, não poderia faltar no Blog da Vortex Educação.

Mudança necessária  

Não, não falamos mais em “Dia do Índio”. Esse termo anula as singularidades pertencentes aos povos indígenas, dá a entender que esses indivíduos não fazem parte, em nenhum nível, do nosso presente e os associa de maneira depreciativa a um “perfil selvagem” que, obviamente, se faz cem por cento inadequado. Então vamos focar mesmo no Dia da Diversidade Indígena, no Dia do Indígena ou até mesmo Dia dos Povos Indígenas, ok?

Como trabalhar o dia 19/04 na sua escola

 Essa é uma ótima oportunidade para conscientizar os alunos da sua escola quanto à importância dos povos indígenas para o Brasil, especialmente as crianças.

O primeiro passo pode dizer respeito, por exemplo, à viabilização de aulas que contextualizem de forma bem completa e dinâmica os motivos que fazem deste dia algo tão relevante, necessário. Na sequência, atividades que motivem os estudantes a desenvolverem trabalhos de pesquisas em torno desse tema podem constituir ótimas pedidas. E – essa talvez seja uma ação mais complexa de ser realizada – a visita de um ou mais representantes de povos indígenas visando um bate-papo bem enriquecedor com os alunos seria algo bem legal e marcante para todos. Soma-se a isso a possibilidade de uma exposição de artes que faça alusão aos povos indígenas, bem como de um “menu gastronômico” que possa apresentar às crianças e jovens da sua instituição algumas das tradições indígenas quanto ao universo culinário, já pensou?

Opções de obras literárias infantis que abordam culturas indígenas são opções bem interessantes de serem trabalhadas junto às crianças

Quanto mais cedo esse trabalho de conscientização referente à importância dos povos indígenas for feito, melhores tendem a ser os resultados. E a literatura infantil tem tudo para ser uma aliada de peso nesse contexto. Fique por dentro de alguns títulos bem interessantes nesse sentido:

“Boca da Noite: Histórias que Moram em Mim”, de Cristino Wapichana; “A Terra sem Males – Mito Guarani, de Jackson de Alencar; “Um Dia na Aldeia”, de Daniel Munduruku; “O Menino Levado ao Céu pela Andorinha”, de Sergio Capparelli; “Descobrindo o Xingu”, de Marco Hailer; “Aldeias, Palavras e Mundos Indígenas”, de Valéria Macedo e “Tem Tupi na Oca e Em Quase Tudo que se Toca”, de Walther Moreira Santos são algumas das ótimas possibilidades existentes nesse contexto.

E aí, curtiu? Como o dia 19/04 costuma ser vivenciado na sua instituição?

Categorias
Cultura Educação Eventos Vortex

Eventos escolares e otimização do ensino? Saiba como essas frentes se relacionam e podem fazer toda diferença na sua instituição

Comemorar é um verbo que geralmente soa agradável a todos os ouvidos. E quando essa ação ainda pode servir como um aliado do processo de ensino-aprendizagem esse nível de agradabilidade fica ainda mais forte, não é mesmo? Sim, hoje o Blog da Vortex Educação irá tratar da importância dos eventos escolares para a formação de crianças e jovens e listar alguns marcos que não devem passar despercebidos por sua instituição ao longo desse ano.

De quais formas os eventos escolares podem contribuir para o desenvolvimento geral do alunado?

Ora, um evento que de fato seja concebido para render bons resultados não tem como ser viabilizado “do dia para a noite”, né? Partindo desse pressuposto, “o antes, o durante e o depois” constituem etapas que podem exercer papeis muito positivos na vida dos estudantes. Ou seja, dependendo da natureza do evento em questão, os alunos tendem a desenvolver aspectos relacionados à socialização, à perda da timidez, à visão de mundo (uma vez que há um reforço evidente na bagagem cultural de cada participante dessas atividades) e muito mais.

Eventos escolares – quando bem planejados – têm tudo para ser grandes aliados do processo de ensino-aprendizagem

Participações especiais

Outro aspecto muito importante de ser ressaltado é: eventos escolares representam ótimas oportunidades para os pais (ou responsáveis) acompanharem de pertinho não apenas o desenvolvimento no âmbito escolar dos seus filhos, mas também verificar até mesmo a existência de possíveis talentos artísticos que eles possam ter (o que, em não raras vezes, garantem momentos de grande emoção, especialmente quando se tratam dos pequenos).

Além da teoria

É evidente que não poderíamos deixar de frisar a importância que atividades práticas têm para a formação dos estudantes. O caráter prático dessas comemorações pode servir como complemento do ensino (no que se refere ao trato com determinados assuntos, claro). Quem foi que disse que educação e diversão não podem se aproximar?

É claro que algumas datas muito importantes já passaram, mas ainda há muitos marcos interessantes que não devem passar despercebidos por sua escola

Muito por vir

Decerto algumas datas muito importantes já passaram em 2022, tais como o Dia do Leitor (07/01), o Dia do Livro Didático (27/02), o Dia Internacional da Mulher (08/03) e o Dia da Escola (15/03). Mas há ainda muitos marcos pela frente que podem servir de base para a realização de eventos escolares que terão tudo para renderem ótimos frutos. Vamos ficar por dentro de alguns desses?

Dia Mundial da Infância (21/03); Dia Internacional do Livro Infantil (02/04); Dia Nacional de Combate ao Bullying e à Violência nas Escolas (07/04); Dia Nacional do Sistema Braille (08/04); Dia Mundial da Arte (15/04); Dia do Índio (19/04); Dia de Tiradentes (21/04); Dia Mundial do Livro (23/04); Dia Nacional da Família na Escola (24/04); Dia Mundial da Educação (28/04); Dia do Trabalhador (01/05); Dia Internacional da Língua Portuguesa (05/05); Dia da Matemática (06/05); Dia das Mães (segundo domingo do mês de maio); Dia Internacional da Família (15/05); Dia do Vestibulando (24/05); Festa Junina (durante todo mês de junho); Dia Mundial do Meio Ambiente/ Dia da Ecologia/ Dia Nacional da Reciclagem (05/06); Dia Nacional da Ciência (08/07); Dia do Amigo (30/07); Dia do Estudante (11/08); Dia Nacional das Artes (12/08); Dia do Folclore (22/08); Dia da Independência do Brasil (07/09); Dia Mundial da Alfabetização (08/09); Dia das Crianças (12/10); Dia do Professor (15/10); Halloween (31/10); Dia Nacional da Consciência Negra (20/11); Natal (25/12).

Logicamente, há muitos outros marcos que podem ser celebrados em sua instituição e que não foram mencionados no levantamento acima (nada que uma pesquisa rápida não resolva!).

E aí, curtiu? Quais são os eventos escolares que ainda vão rolar na sua instituição em 2022?

Categorias
Cultura Educação Festival Fliagreste Vortex

Vortex Educação marca presença no Festival Literário do Agreste, em Caruaru/PE. Confira!

A Vortex Educação está marcando presença com um stand no Festival Literário do Agreste, em Caruaru/PE. O evento foi iniciado no dia 27/10 e irá até o dia 31/10/2021, no Sesc do município, das 10h às 21h.

Grande visibilidade

“O Festival Literário do Agreste é um evento que contempla professores e alunos e é também aberto a todo público. Nossa participação é muito importante para que haja divulgação dos materiais didáticos da Vortex.”, afirma Geane Rodrigues, Consultora Comercial da Vortex Educação em Pernambuco.

Altas expectativas

O Fliagreste (como é mais conhecido o evento) conta com feira de livros, palestras, apresentações culturais, lançamentos de livros, oficinas e muitas outras atrações que são destinadas à pessoas dos mais diversos perfis e faixas etárias, incluindo as crianças. Segundo Geane, a movimentação tem sido muito boa e tem tudo para render ótimos resultados para a Vortex Educação.

Sobre a edição deste ano

O homenageado desta edição do Fliagreste é o grande educador Paulo Freire. A ideia é que, dentre outros intuitos de destaque, o evento possa chamar a atenção para importância da leitura e promover ainda mais a literatura no município.

Artistas como Jessier Quirino, Xangai, Tio Bruninho, Leila Perci, dentre outros, além de escritores, palestrantes e formadores de opinião irão garantir ótimos debates e muitos momentos de descontração.