Categorias
BNCC Educação Tecnologia Vortex

Vortex Educação: aliada de um ensino humanizado e cada vez mais próximo da tecnologia

A Vortex Educação é um sistema de ensino pautado pela inovação. Sua proposta é fazer a melhor diferença no meio social através de um ensino humanizado e cada vez mais próximo da tecnologia.

A instituição acredita que nossos jovens devem ser preparados para a vida e para o mercado do futuro, e que, para isso acontecer, não podemos cultivar estruturas que remontam o passado. Dessa forma, é nítido que passa a ser urgente a evolução constante do ambiente de aprendizagem.

Quando falamos em educação, falamos da construção do futuro de indivíduos e da sociedade. Acreditamos que frente a esse impacto e importância, as únicas escolhas possíveis a serem feitas são as que estão no caminho da qualidade rumo à excelência.

E essa excelência é refletida sobremaneira nos livros didáticos que são alguns dos pilares mais fortes do nosso sistema de ensino: “Nós temos nos preocupado muito em adequar os livros à BNCC, que é um documento muito importante e que agora norteia toda educação brasileira desde 2017. É algo gradativo porque são muitas mudanças em curtíssimo prazo e a gente tem procurado nos adequar a cada ano, renovando e adaptando nossos livros. ”, afirma Alex Romero, Diretor Pedagógico da Vortex Educação.

Segundo Alex, essa constante e necessária busca pelo aprimoramento dos materiais acaba sendo norteada por um trabalho conjunto: “Uma das grandes vantagens da Vortex Educação é ouvir as escolas parceiras. Nós nos encontramos muito com os professores, conversamos muito em reuniões e projetos pedagógicos (presenciais e on-line) a fim de ter um feedback. E muitas das mudanças são sugeridas pelos professores das escolas. Há um diálogo constante com o professor. Nossos livros estão sempre sendo adaptados a essas realidades novas que os professores nos trazem. Eles vão nos ajudando a moldar e a fazer os livros ficarem cada vez melhores para que possamos atender à demanda pedagógica envolvendo aí a nova base nacional curricular comum. ”, garante.

E os desafios, claro, não param por aí: “Agora o desafio é o novo ensino médio (com relação ao qual) nós estamos preparando tanto os projetos de vida como os itinerários formativos para atendermos às escolas que também estão angustiadas com relação a essas mudanças. ”, pontua Alex.

Decerto existem muitas formas de a aprendizagem acontecer e todas têm seu valor. Entretanto acreditamos que o tempo em sala de aula, que reúne alunos e professores, é um momento especial. Ele carrega a atenção e a presença de pessoas e por isso deve ser aproveitado da melhor forma possível. Por isso, se você perguntar para o professor Alex como ele acha que vai ser a escola do futuro, a resposta será: “Com salas de aula inovadoras e um material didático de excelência tendo como aliada a tecnologia para um melhor aprendizado”.

Nesse sentido, iniciar qualquer ação, projeto ou movimento hoje sem contar com o auxílio da tecnologia seria pensar olhando para trás. A tecnologia é um meio para potencializarmos nosso impacto e alcançarmos nosso objetivo a fim de transformar a educação.

Somar esforços para multiplicar resultados. Com qualidade do ensino, com resultado dos alunos, com o crescimento das escolas, com o desenvolvimento da sociedade. Assim a Vortex Educação almeja aprimorar a educação o tempo todo e em todos os lugares através de uma metodologia adaptativa em uma Plataforma Educacional que une tecnologia a resultado.

Sobre a Plataforma Educacional em questão (que se chama Sagaz e sobre a qual trataremos de forma mais específica em outro post), Cloves Costa, Diretor de Comercialização da Vortex Educação, afirma: “Os estudantes terão uma plataforma interativa onde poderão praticar o conteúdo que aprenderam em sala de aula”. E, também com relação a esse assunto, Pedro Netto, Diretor de Produtos da instituição, acrescenta que ainda haverá: “Relatórios precisos e individualizados que serão enviados para pais, professores e gestores para eles saberem como anda o aprendizado daquele aluno.”

Tudo que é necessário para que ocorra a evolução da sua escola a Vortex Educação tem para lhe oferecer, com resultados que movem a educação.

 

 

Categorias
BNCC Educação Tecnologia

Novo Ensino Médio: fique por dentro das principais mudanças que deverão ser adotadas a partir de 2022 por todas as escolas do país

A Lei nº 13.415/2017 gerou mudanças na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, fazendo com que a estrutura do ensino médio fosse contemplada com muitas alterações importantes. Uma nova organização curricular e a ampliação da carga horária mínima (que passará das atuais 800 horas para 1000 horas anuais) irão constituir as bases para todas as mudanças que deverão ser adotadas a partir de 2022 por todas as escolas do país.

Olhar positivo

Sobre esse tema (que vem sendo protagonista de muitos debates) o professor Alex Romero, Diretor Pedagógico da Vortex Educação, afirma em tom otimista: “O aluno não vai escolher cursos de universidades, e sim uma área de conhecimento na qual ele vai perceber sua identificação.”

Ainda de acordo com Alex: “A ideia é que ele (o aluno) chegue um pouco mais amadurecido para que quando ele tiver que fazer a sua escolha profissional ele tenha tido contato com assuntos, com disciplinas, com abordagens daquela área que ele considera interessante. Isso faz com que o aluno tenha uma escolha assertiva para o ensino superior a fim de evitarmos um grande embaraço que é esse percentual de cerca de 25% de evasão no próprio ensino superior (referente às pessoas que começam um curso e não o terminam porque não se identificaram com o mesmo).”

Mas quais serão de fato as principais mudanças?  

A nova carga horária mínima do Ensino Médio (a ser adotada já em 2022) será de 3 mil horas (1.000 h/ano), sendo a carga horária ideal (sem prazo definido para ser implementada) composta por 4.200 horas (1.400h/ano).

As 13 disciplinas curriculares mais tradicionais serão substituídas por 4 áreas do conhecimento além da formação técnica e profissional, a saber: linguagens e suas tecnologias; matemática e suas tecnologias; ciências da natureza e suas tecnologias; ciências humanas e sociais aplicadas além da já citada formação técnica e profissional.

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) do ensino médio veio para determinar um conjunto de aprendizagens comuns e obrigatórias a todos os estudantes tendo em vista as competências e habilidades referentes às diferentes áreas do conhecimento.

Com o apoio de escola, os estudantes irão definir objetivos de vida (a partir dos anos finais do ensino fundamental). Haverá ainda a existência dos chamados itinerários formativos (que terão uma relação muito próxima com as áreas do conhecimento e com a formação técnica e profissional no intuito de que o estudante possa se aprofundar cada vez mais naquilo que mais lhe interessa e no seu próprio projeto de vida como um todo.

Por fim, outro ponto muito importante diz respeito à possibilidade de haver uma construção personalizada mediante a qual as instituições de ensino poderão desfrutar de uma certa autonomia no que se refere às adaptações no modo de ensinar levando-se em conta as peculiaridades das realidades locais.

 

Categorias
Bilíngue Educação Parceria Tecnologia

O ensino bilíngue tem se tornado fundamental em um mundo cada dia mais conectado

 

O mundo está cada vez mais globalizado e as relações entre as diversas nações estão mais estreitas. Para fazer parte desse ambiente integrado é fundamental dominar outra língua, principalmente quando ela é a mais falada no planeta.

O inglês tem cerca de 1,132 bilhão de falantes entre nativos e não nativos, a língua é a mais falada do mundo. Seja nos negócios, em eventos, como as olimpíadas, no turismo ou em empresas multinacionais, a língua inglesa é a oficial.

Ter um ensino bilíngue desde cedo, faz com que o estudante tenha uma melhor performance no aprendizado da língua inglesa e a utilize para diversos fins.

Sempre pensando no desenvolvimento pessoal de cada estudante, o Sistema CEV fechou uma parceria com a casa Thomas Jefferson, uma instituição reconhecida na América Latina e no mundo por seu trabalho de excelência no ensino e na disseminação da cultura dos países de língua inglesa.

“O Sistema CEV está sempre fechando parcerias que agregam valor para os estudantes e para suas escolas parceiras, e viu na Casa Thomas Jefferson uma grande oportunidade de o aluno ter acesso a um conteúdo bilíngue completo, em que ele pode vivenciar de maneira mais imersa situações que o uso do inglês é indispensável”, explicou Cloves Costa, diretor de comercialização do Sistema CEV.

O Thomas Bilíngue for Schools (TBS) é um programa desenvolvido pela Casa Thomas Jefferson para levar um ensino bilíngue de alta qualidade para dentro das escolas de todo o Brasil. As aulas acontecem integralmente em inglês, proporcionando um ambiente de imersão no idioma. O aluno desenvolve o seu inglês ao mesmo tempo em que amplia seus conhecimentos nas mais diversas disciplinas. Além disso, o estudante desenvolve competências do século XXI – colaboração, criatividade, pensamento crítico, inovação e habilidades socioemocionais.

“Usamos a abordagem CLIL – Aprendizado Integrado de Conteúdo e Língua (Content and Language Integrated Learning) associada a uma abordagem comunicativa, dando prioridade ao significado da mensagem e à comunicação; com elementos de PBL – Aprendizagem baseada em projetos (Project-Based Learning) e Educação Maker – mão na massa: o aprender fazendo, valorizando sempre o protagonismo do aluno e tendo ele como centro de todo o processo de aprendizagem”, esclareceu Lueli Ceruti, gerente do Thomas Bilingue for Schools.

Se você quer na sua escola um ensino bilíngue de excelência com vivências culturais da língua inglesa, referência na América Latina e reconhecido em todo planeta, entre em contato agora mesmo com um consultor ou consultora comercial do Sistema CEV na sua região, é só clicar no link. https://linktr.ee/comercialsistemacev

 

Categorias
BNCC Educação Prospect Tecnologia

Prospects apresentam materiais, proposta, metodologia e soluções educacionais do Sistema CEV para escolas

A educação é algo construtivo, colaborativo e que está em constante transformação. Adotar um sistema de ensino antenado com essas mudanças é essencial para sua escola, por isso, o Sistema CEV aposta sempre na inovação, oferece uma metodologia ativa e soluções educacionais modernas para atender seus parceiros.

Conhecer todo esse material ficou mais fácil e prático. Agora, os consultores e consultoras comerciais do Sistema CEV, disponibilizam para você prospects (catálogos) físico com um detalhamento de todos os produtos, propostas, metodologia e, ainda, as consultorias que o Sistema CEV oferece para sua escola. Se preferir, você já pode acessar os prospectes de cada nível de ensino no formato digital clicando no link https://bit.ly/ProspectSC.

“Através dos nossos prospects (catálogos), divididos por segmentos, o professor e toda equipe pedagógica da escola conhecerá nosso conteúdo que é totalmente alinhado à BNCC. Nele, professores, coordenadores e diretores encontrarão também alguns QR-Code que, quando escaneados, mostrarão vídeos esclarecendo eventuais dúvidas sobre o material. Além disso, há depoimentos de gestores de escolas parceiras que trabalham conosco há anos falando sobre a qualidade do material”, explicou o consultor comercial do Sistema CEV no estado do Ceará, Miguel Gomes.

QR-Codes com vídeos curtos explicam  a proposta do material.

O Sistema CEV tem representação comercial em todo nordeste, no Pará e no Amapá. Então, se você deseja um sistema de ensino que está sempre próximo da sua escola, moderno e que oferece o melhor em educação e tecnologia, entre em contato com o (a) consultor (a) do Sistema CEV na sua região através do link http://bit.ly/ContatosComerciais e faça parte da família Sistema CEV.

 

Categorias
Educação Saeb Tecnologia

Saeb 2021: mais que uma avaliação, uma ferramenta que ajudará no diagnóstico do desempenho escolar

O Sistema de Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb) é uma das principais provas de avaliação do ensino básico no Brasil. É utilizado para fazer um diagnóstico pedagógico e social envolvendo o ensino nas redes pública e privada.

O SAEB completou 30 anos em 2020 e, além das provas, é composto por questionários socioeconômicos que fazem um levantamento sobre a realidade dos estudantes brasileiros.

Os dados permitem avaliar qual o nível de aprendizado do estudante dentro do contexto socioeconômico em que ele está inserido e traçar um retrato desse estudante e da qualidade do ensino no Brasil. Essas informações são fundamentais para a elaboração de políticas públicas para o segmento educacional visando a melhoria do ensino básico no país.

A aplicação do exame é feita pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) que é ligado ao Ministério da Educação. O órgão é responsável pela materialização do processo que envolve o levantamento de dados e informações, divulgação dos editais, aplicação das provas e análise dos resultados obtidos pelos alunos e escolas.

Segundo o professor e diretor pedagógico do Sistema CEV, Alex Romero, é importante que as escolas preparem os seus alunos para obter resultados de excelência na avaliação, bem como obter um panorama de como fazer adaptações no seu cronograma pedagógico. Até porque a grande novidade é a inserção das escolas privadas no processo de avaliação promovido pelo SAEB. O diretor destaca ainda que

“As escolas poderão usar os resultados obtidos a partir das provas do SAEB para implementar aperfeiçoamentos no processo de ensino-aprendizagem, bem como observar algumas inconsistências pedagógicas nos planejamentos das aulas. Para tanto, avaliações sistemáticas, além de colaborar com o aprendizado do aluno, suscitam dados a serem analisados em conjunto pela área pedagógica e os professores”.

Qual a relação entre o Saeb e o Ideb?

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) faz um levantamento sobre a qualidade do ensino no Brasil e o SAEB é um dos principais indicadores desse índice.

O cálculo é feito com base no desempenho dos estudantes no Saeb e do fluxo escolar, considerando as taxas de aprovação, abandono e reprovação dos alunos.

Com esses dados, o IDEB gera um panorama que permite visualizar se as escolas estão atingindo as metas propostas pelo Plano de Desenvolvimento da Educação.

Quais as mudanças significativas do Saeb em 2021?

Dentre as principais mudanças até agora definidas pelo INEP estão:

– A prova do SAEB, que era feita a cada dois anos, passará a ser anual e aplicada para todos os anos e séries a partir do 2º ano do ensino fundamental (apenas a Educação Infantil continuará a fazer a prova a cada dois anos);

– Todos os alunos, das redes públicas e privadas, serão avaliados;

– O 9° ano do Ensino Fundamental – Anos Finais – realizará provas de Ciências da Natureza e Ciências Humanas baseadas na BNCC;

– A 3ª série e 4ª série (as instituições que a oferece) do Ensino Médio realizarão provas de Língua portuguesa e Matemática baseadas na Matriz de Referência.

Com essas mudanças, o SAEB torna-se essencial para o planejamento pedagógico das escolas. O Sistema CEV, através das formações continuadas e assessorias pedagógicas, já vêm compartilhando ideias e práticas pedagógicas a fim de colaborar com os professores e gestores visando aprimorar as diretrizes de ensino-aprendizagem de cada instituição.

 

 

 

Categorias
Educação On-line Tecnologia

Escolas têm a oportunidade de conhecer o material do Sistema CEV através de kits de divulgação com livros da Educação Infantil ao Ensino Médio

Conhecer toda metodologia e a linha de material do Sistema CEV ficou ainda mais fácil e prático. Se você que quer um sistema de ensino moderno e antenado com as novidades do segmento educacional para sua escola, o Sistema CEV é, sem dúvidas, o melhor.

Agora, os consultores e divulgadores comerciais do Sistema CEV disponibilizam para você e sua escola, um kit divulgação dos livros da Educação Infantil ao Ensino Médio. Assim, você tem a oportunidade de conhecer tudo que o Sistema CEV tem a oferecer a sua escola.

O Sistema CEV é o único do Brasil que oferece o material teórico de Educação Física em sua linha.

“Os livros do Sistema CEV possuem três vertentes cruciais para o desenvolvimento do Ensino: inovação, qualidade e resultados. O Sistema CEV nunca se acomoda, investe pesado em novos métodos pedagógicos e tecnológicos para atender os parceiros com excelência. O Sistema CEV nasceu para inovar e aperfeiçoar o método de ensino do país, auxiliando incansavelmente alunos, pais e mestres no avanço social”, disse Leonardo Marques, consultor comercial do Sistema CEV no Pará.

 

Material do 3º ano e Pré com questões inéditas que auxiliam os estudantes na preparação para o Enem e vestibulares.

Se você acredita no poder da educação e quer na sua escola um sistema de ensino moderno e antenado com o que há de melhor no segmento educacional, adquira o material do Sistema CEV.

A empresa está presente nos 9 estados do Nordeste e no Pará, entre em contato com o consultor ou consultora comercial do Sistema CEV na sua região através do link http://bit.ly/ContatosComerciais e conheça todas as nossas soluções educacionais para sua escola.

 

Categorias
Educação Encontro On-line Tecnologia Vivência

Vivência on-line do Sistema CEV apresenta para escolas soluções educacionais modernas e uma metodologia ativa eficiente

Na ocasião, profissionais ainda ganharam prêmios após responderem perguntas sobre a apresentação.

Rafael Lima, CEO do Sistema CEV, falou do propósito da empresa.

Acreditar na educação é dar aos estudantes a oportunidade de um futuro melhor, no qual eles podem sonhar e realizar esses sonhos transformando assim, suas vidas e de suas famílias. Pensando nessas oportunidades, não só para os alunos, mas para toda a comunidade escolar, o Sistema CEV está realizando vivências onde seus profissionais apresentam uma metodologia ativa e soluções educacionais modernas.

Na primeira vivência de 2021, a de maio, as futuras escolas parceiras do Sistema CEV ficaram por dentro de tudo isso, conhecendo toda a linha de material do Sistema CEV, da Educação Infantil ao Ensino Médio e Pré-Vestibular.

“A Vivência do Sistema CEV é uma oportunidade que escolas, seus gestores, coordenadores e professores têm de conhecer um Sistema de Ensino moderno, inovador e antenado com as novidades e propostas educacionais modernas que só agregam ao processo de ensino-aprendizagem e, ainda, concorrer a prêmios que ajudam nas suas atividades cotidianas”, disse Cloves Costa, Diretor de Comercialização do Sistema CEV.

Cloves Costa durante apresentação na Vivência.

O evento foi on-line e totalmente interativo, onde os participantes concorreram a prêmios que ajudarão nas atividades de seu dia a dia, e ainda esclareceram dúvidas sobre o material da empresa que faz parte de um grupo educacional que está há quase 20 anos no mercado educacional.

“Na vivência, fazemos a apresentação do nosso material para as escolas, dando um suporte, tirando dúvidas de como podemos trabalhar com o material em sala de aula. A participação nas vivências é um momento de descontração onde podemos estar interagindo com professores e gestores. Entre perguntas e respostas, conversamos sobre algumas de nossas propostas educacionais”, relatou, Dênia Berto, consultora pedagógica do Sistema CEV.

Consultora pedagógica, Dênia Berto, durante momento de interação com o público.

A vivência de maio foi apenas primeira, durante o ano de 2021 acontecerão mais oito, uma em cada mês, até a última em dezembro.

O evento on-line é aberto para toda escola (gestor, coordenador e professor) que quer conhecer um material completo, lúdico e moderno, um sistema de ensino que leva a palavra parceria ao pé da letra e está sempre junto de suas escolas oferecendo assessoria pedagógica, financeira, de comunicação e marketing. Basta se inscrever através do link http://bit.ly/VivenciaSistemaCEV2021 e conhecer o mundo do Sistema CEV.

 

 

 

 

 

Categorias
Educação Enem Sisu Tecnologia

Mais de 2.000 estudantes Sistema CEV foram aprovados no SISU 2021

 

Os estudantes do Sistema CEV mais uma vez se destacaram no Sistema de Seleção Unificada (SISU). Dessa vez, eles conseguiram vagas em mais de 60 universidades pelo Brasil e ajudaram a consolidar ainda mais o padrão de excelência do Sistema CEV ofertado aos seus parceiros.

Aluno mantendo sua rotina de estudos através da Plataforma CEV. Foto: arquivo pessoal.

No geral, foram mais de 2 mil aprovados, sendo que destes: mais de 150 foram aprovados em Medicina; 145 em Direito; mais de 250 nas engenharias; 152 primeiros lugares foram obtidos em diversos cursos.

Foco na rotina de estudos e metodologia eficiente

São provas, simulados, revisões ofertadas pelas escolas e pelo Sistema CEV. A rotina puxada dos estudantes com foco nos estudos ajuda nos ótimos resultados que vêm sendo conquistados desde quando o Sistema CEV nasceu, como conta Artur Khalil, aprovado em 3º lugar em Engenharia Química na USP: “Eu tenho 17 anos e estudo no CEV Colégio desde 2016. Em 2020, eu fiz o 3º ano IME/ITA. Estou na instituição desde a base, por isso, eu aprendi a estudar todos os dias, pois nós temos provas frequentemente, então a gente se acostuma com essa rotina de estudo”.

Ainda segundo ele, um convite bem especial foi muito importante para que ele pudesse desfrutar desse momento que, hoje, é de muita comemoração.

“No 9º ano, os professores Pedro Neto e Neto Ceará foram na minha sala e apresentaram para gente as Olimpíadas. Desde então, eu tive um despertar, um interesse por fazer e, assim, eu comecei a me destacar. Depois tive outra oportunidade. O professor Teixeira e o professor Henrique me convidaram para fazer parte das turmas de alto rendimento e eu aceitei”, conta.

 

Foque nos seus sonhos

Seline Régia também é estudante CEV Colégio e destaca a importância da rotina de estudos. “Eu estudava na turma Pré-Olímpica em 2020 e passei para Nutrição na UFPI em 5º lugar. Estudo no CEV Colégio desde 2016, entrei no 9º ano e sempre tive o costume de estudar toda semana por conta das provas e simulados ofertados pelo colégio”.

Todo sucesso é fruto do esforço, do foco dela e, claro, de todo suporte dado pelo Sistema CEV aos seus estudantes e escolas parceiras. Isso fez com que ela deixasse um recado precioso para todos os vestibulandos. “Nunca desistam dos sonhos de vocês, nunca hesitem na decisão (independente de terceiros), não deixem ninguém afetar no futuro de vocês”, falou.

 

A metodologia ativa, suporte pedagógico, simulados, revisões, tecnologia e inteligência artificial do CEVBook e da Plataforma CEV, dentre outras ferramentas educacionais proporcionados pelo Sistema CEV às suas escolas parceiras e, consequentemente aos seus alunos, faz com que a cada ano, o número de estudantes aprovados no Sisu e em vestibulares só cresçam. Assim, pais e estudantes vão realizando seus sonhos através de uma educação transformadora.

 

Categorias
Educação Enem Tecnologia

Estudantes do Sistema CEV garantem mais de 200 notas acima de 900 pontos na redação do ENEM 2020

 

Os estudantes do Sistema CEV mais uma vez mandaram bem na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Na edição de 2020 do exame, foram mais de 200 notas acima de 900 pontos obtidas na disciplina que, para muitos vestibulandos, é a mais complicada na trajetória rumo às aprovações, pois ela pode elevar a média de pontuação do estudante.

Para se ter uma ideia, foram mais de 40 notas 980; mais de 50 notas 960 e mais de 60 notas 940. É claro que resultados como esses não podem ser frutos do acaso.

 

Aulas remotas de alta qualidade, na plataforma CEV, ajudam os alunos a manterem seu cronograma de estudos.

Metodologia Eficiente 

Além do esforço próprio estudante existem os diferenciais oferecidos pelo Sistema CEV, com um dos melhores materiais de redação do país. “O principal diferencial na preparação dos nossos estudantes se refere à nossa metodologia própria: “Método Projeto de Texto” desenvolvido pela professora e coordenadora pedagógica do material de redação do Sistema CEV, Patrícia Lima, além da aplicação constante de propostas de redação no estilo Enem (semanalmente em sala de aula, assim como em simulados). Somam-se a tudo isso as atuações dos professores em sala que é fundamental para os estudantes alcançarem esse resultado”, afirma a professora.

Outro ponto a ser destacado refere-se à evolução apresentada por muitos dos nossos estudantes. Em alguns casos, houve um acréscimo de até 260 pontos com relação ao que foi conquistado em anos anteriores. Por isso, os  resultados são tão significativos. Agora, os estudantes do Sistema CEV estão se preparando para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu)  2021.1. Nesse sistema do  Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), os estudantes aplicam sua nota média no Enem para concorrer a vagas em universidades públicas no curso que almejam.

 

Categorias
BNCC Capacitação Educação Tecnologia

Programa de Formação Continuada 2021 capacita docentes para práticas pedagógicas focadas na BNCC

 

Absorver, adquirir novos conhecimentos e aprimorar os já existentes é fundamental para o desenvolvimento profissional do docente. Pensando nisso, o Sistema CEV iniciou o Programa de Formação Continuada 2021. A programação contém cursos que compreendem todos os níveis de ensino, da Educação Infantil ao Ensino Médio.

Com as recentes mudanças envolvendo todos os segmentos de ensino, apresentadas na Base Nacional Comum Curricular (BNCC), a formação continuada tornou-se fundamental para a prática cotidiana do processo de ensino-aprendizagem.

Segundo Viviane Vieira, consultora pedagógica do Sistema CEV, atualmente, a prática pedagógica nas escolas exige um profissional bem capacitado e preparado para trabalhar com os alunos e também com as novas situações presentes no cotidiano da sociedade.

A formação continuada do professor vem a ser mais um suporte para que o docente consiga trabalhar e exercer a sua função, observando como atuar para que o aluno compreenda a aula sob um aspecto de aprendizado e de interação.

“É importante ressaltar que a formação continuada do professor não está apenas na busca pelo conhecimento científico, mas também na auto realização, pois o profissional que trabalha com uma maior disposição e dedicação diante daquilo que desenvolve terá sempre um maior incentivo para procurar novas técnicas e desenvolver o seu trabalho sempre de maneira inovadora”, ressaltou.

Professora Viviane Vieira, falou sobre a BNCC na prática.

Segundo a BNCC, para que se tenha eficiência e otimização no processo ensino-aprendizagem, faz-se necessário selecionar, produzir, aplicar e avaliar recursos didáticos e tecnológicos para apoiar o processo de ensinar e aprender.

“A formação continuada do professor é essencial para o aperfeiçoamento da prática pedagógica, além de influenciar diretamente no aspecto didático. Por isso, o Sistema CEV apresenta um cronograma de ações pedagógicas com o intuito de colaborar na formação do professor”, explica Alex Romero, Diretor Pedagógico do Sistema CEV.

A programação abrange todos os níveis de ensino.

O time de profissionais do Sistema CEV, que possui experiência de vários anos em sala de aula e na gestão escolar, montou uma programação variada com cursos que compreendem habilidades, competências, planejamento, otimização do tempo e foco em resultados de excelência.

Dois cursos já foram realizados, mas o programa continua ao longo de todo o ano de 2021 com carga horária total de 21h. É transmitido ao vivo no canal do YouTube do Sistema CEV e, para aqueles que desejarem, poderão acessar a Plataforma CEV e assistir quando possível.

 

Confira a programação completa:

É hora de praticar a BNCC – Aspectos Gerais.

Data: 26/02

Carga horária: 2h

Público-alvo: todos os segmentos

Tópicos abordados:

  • A nova estrutura do Ensino básico;
  • O impacto das novas abordagens de aprendizagem no cotidiano do professor.

BNCC na prática: Educação Infantil e Fundamental I.

Data: 05/03

Carga horária: 2h

Público-alvo: Infantil e Fundamental – Anos Iniciais

Tópicos abordados:

  • Os campos de experiências na BNCC da Educação Infantil;
  • As aprendizagens conforme a BNCC para os componentes curriculares do Ensino Fundamental – Anos Iniciais.

As 10 competências gerais da BNCC: implementação e execução.

Data: 25/03

Carga horária: 2h

Público-alvo: todos os segmentos

Tópicos abordados:

  • Comentar as competências gerais fazendo o link com as áreas de conhecimento.

ENEM – como elaborar itens para as provas

Data: 23/04

Carga horária: 2h

Público-alvo: Ensino Médio

Tópicos abordados:

  • Apresentação das competências e habilidades do ENEM;
  • Demonstrar a estrutura exigida no formato das questões;
  • Apresentar os modelos de questões e trabalhar em grupo elaborando exemplos.

As metodologias ativas nos anos iniciais.

Data: 30/04

Carga horária: 1h30

Público-alvo: Infantil e Fundamental – Anos Iniciais

Tópicos abordados:

  • As práticas de ensino aprendizagem mais utilizadas nas metodologias ativas de aprendizagem;
  • Como as metodologias ativas podem beneficiar as práticas pedagógicas.

SAEB – como elaborar itens para as provas

Data: 08/05

Carga horária: 2h

Público-alvo: Fundamental –  Anos Iniciais e Anos Finais

Tópicos abordados:

  • Apresentação da estrutura de avaliação das áreas avaliadas;
  •  Descrever os formatos das questões e adequar aos descritores exigidos;
  • Apresentar os modelos de questões e trabalhar em grupo elaborando exemplos.

Elaboração de Avaliações – Fundamental – Anos Iniciais

Data: 21/05

Carga horária: 1h30

Público-alvo: Infantil e Fundamental – Anos Iniciais

Tópicos abordados:

  • Matriz de referência, Competências e Habilidades;
  • Tópicos, Temas e Descritores.

Elaboração de Avaliações – Fundamental – Anos Finais

Data: 11/06

Carga horária: 1h30

Público-alvo: Fundamental – Anos Finais

Tópicos abordados:

  • Matriz de referência, Competências e Habilidades da BNCC.

A Educação Inclusiva nos anos iniciais e o trabalho do professor.

Data: 25/06

Carga horária: 1h30

Público-alvo: Infantil e Fundamental – Anos Iniciais

Tópicos abordados:

  • Educação inclusiva e legislação;
  • As estratégias e boas práticas na perspectiva inclusiva.

A importância do IDEB e do ENEM para a escola

Data: 13/08

Carga horária: 1h30

Público-alvo: todos os segmentos

Tópicos abordados:

  • Estrutura do IDEB e do ENEM;
  • O impacto do ranking das escolas em nosso trabalho.

Os desafios do novo currículo para o Ensino Médio

Data: 27/08

Carga horária: 1h30

Público-alvo: Fundamental –  Anos Finais e Ensino Médio

Tópicos abordados:

  • Observar as mudanças na grade curricular do ensino médio;
  • Como os professores serão impactados?

Itinerários formativos do Ensino Médio: como preparar a sua escola?

Data: 03/09

Carga horária: 2h

Público-alvo: Fundamental – Anos Finais e Ensino Médio

Tópicos abordados:

  • As possibilidades de itinerários formativos;
  •  As adaptações da escola para adequar-se aos itinerários.