Categorias
DiaInternacionalDaFamília Família Vortex

Dia Internacional da Família: mais do que um momento de celebração, um convite à inclusão

A Organização das Nações Unidas (ONU) criou o Dia Internacional da Família em 1993. A data escolhida para representar esse marco foi o dia 15 de maio e a primeira celebração voltada para esse fim foi realizada em 1994. A importância desse assunto é evidente e você ficará sabendo de tudo sobre ele no post de hoje do Blog da Vortex Educação.

Esboçando um conceito

As famílias constituem, por assim dizer, a base da sociedade. É no cerne familiar que um indivíduo experimenta seus primeiros passos no âmbito da socialização, começa a desenvolver laços afetivos e, dentre muitas outras coisas, passa a desfrutar de todo auxílio necessário para se tornar um bom cidadão (considerando-se, claro, um cenário “ideal” ou minimamente salutar). Contudo bem sabemos que fatores como a desigualdade social têm o poder de desestabilizar essas estruturas tão importantes, deixando a milhares delas na tão indesejável situação de vulnerabilidade.

Essa foi, na verdade, a maior causa que norteou a criação do Dia Internacional da Família. Além de ser um momento de celebração e de valorização das famílias, essa data fomenta a realização de debates e a criação de ações que possam oferecer melhores perspectivas aos membros das famílias que se encontram em condições precárias – levando-se em conta os mais diversos contextos.

Como vivenciar o Dia Internacional da Família nas escolas   

A vivência dessa data no ambiente escolar é algo essencial (nem precisamos explicar os motivos, né?). Nesse sentido, dinâmicas (que podem ser on-line ou presenciais) orientadas por professores de música e/ou de educação física têm tudo para serem ações bem divertidas e que podem fazer uma grande diferença. Além disso, apresentações infantis, mensagens institucionais e uma mobilização compatível com a relevância desse dia nas redes sociais da instituição são outros pontos que podem (e devem) ser bem considerados por gestores educacionais e por parte de todos que formam – direta ou indiretamente – a equipe pedagógica da escola.

Mais em vista

Atividades que fortaleçam os papéis do senso de coletividade, da empatia, do respeito às diferenças (tendo por base as diversas configurações familiares existentes) e da igualdade constituem outras frentes que, se bem exploradas, trarão ótimos resultados em todos os níveis. Lembremos que, com a pandemia da Covid-19, a desigualdade social (que sempre existiu fortemente, diga-se de passagem) foi intensificada e vem atingindo patamares ainda mais lamentáveis. Até por isso esses trabalhos em prol de uma maior conscientização de todos – tendo essa data como “ponto de partida” – ganham uma importância maior.

É como diz um conhecido provérbio chinês: “quando as raízes são profundas, não há razão para temer o vento”. E essas raízes decerto são consolidadas na vivência familiar que, por sua vez, precisa desfrutar de um terreno verdadeiramente fértil para que possa se desenvolver de forma positiva, luminosa.

Categorias
BettBrasil2022 Capacitação Vortex

Vortex Educação marca presença no maior evento de Educação e Tecnologia da América Latina, a Bett Brasil 2022

Aconteceu, do dia 10 ao dia 13 de maio, no Transamerica Expo Center (São Paulo), a Bett Brasil 2022. O evento é considerado o maior encontro de educação, tecnologia e inovação da América Latina e a Vortex Educação, claro, não poderia ficar de fora dessa.

“Cocriando o Futuro da Educação” foi a temática central do evento para este ano que, por sua vez, foi norteado segundo uma divisão em quatro eixos: Inclusão e Diversidade; Gestão Educacional para a Equidade; Competências Socioemocionais e Saúde Mental e Inovação e Cenários Futuros. Nesse sentido, vale ressaltar ainda o “Fórum de Gestores” – que possibilitou um importante compartilhamento de experiências entre os gestores participantes e seus pares.

Diretores da nossa instituição, além de convidados e autores dos nossos livros foram os representantes da Vortex Educação no evento. Através dessa participação, eles puderam vivenciar, pela primeira vez, a Vortex Experience.

Vortex Experience – Você sabe o que é?

Profissionais da própria Vortex Educação, bem como professores e gestores educacionais das nossas escolas parceiras que se destacam têm a oportunidade de vivenciarem oportunidades como, por exemplo, a participação num evento com a grandeza da Bett Brasil 2022. E a imersão nesses momentos tão importantes dá vida ao que chamamos de Vortex Experience.

Nesse sentido, um dos nossos destaques mais recentes é o professor Gilson Galdino, vencedor do Prêmio Aura Pedagógica 2021 e que ao longo desses dias tem tido o prazer de desfrutar de todos os benefícios associados à Vortex Experience em decorrência da sua grande conquista. Ele leciona na Escola Arte de Aprender e no Colégio São Félix (ambos localizados no município de Escada, interior do estado de Pernambuco) e tem muito a dizer sobre a importância dos professores das nossas escolas parceiras se engajarem nas ações propostas por nossa instituição.

“A sensação foi de pensar comigo mesmo: “Isso é sério? Eu, Gilson Galdino, professor de escola do interior de Pernambuco, estarei na Bett Educar, simplesmente o maior evento de educação e tecnologia da América Latina?! A felicidade foi imensa em saber que participaria de um evento tão grandioso, fora do meu estado, onde se reúnem pessoas, produtos, práticas e tecnologias voltados exclusivamente para a área da educação. Então a ansiedade foi intensa para que chegasse logo o dia de conhecer novas tecnologias e as inovações que irão me auxiliar no dia a dia da sala de aula com os meus alunos. ”, relata.

Na foto vemos o Diretor Pedagógico da Vortex Educação, Alex Romero (à esquerda) e o grande vencedor do Prêmio Aura Pedagógica 2021, o professor Gilson Galdino (à direita).

Um novo professor  

Decerto uma experiência tão enriquecedora como essa só pode mesmo ser associada a bons resultados a curto, médio e longo prazo: “As perspectivas (com relação aos frutos decorrentes da participação no evento) dizem respeito à oportunidade de discutir os caminhos da educação, buscar inspirações tecnológicas e inovações na área e, desta maneira, agregar à minha didática, enquanto professor, tudo que o evento tem para oferecer. Tem sido um momento ímpar, de muito aprendizado e construção de conhecimento que serão refletidos na minha sala de aula. O professor Gilson Galdino não voltará o mesmo depois deste evento. ”, garante.

Grande surpresa

Ainda hoje Gilson se impressiona por ter sido contemplado com essa premiação tão especial (do Prêmio Aura Pedagógica) e que, modestamente, ele sequer esperava: “Confesso que ainda não caiu a ficha de eu ter sido o grande vencedor! Quem conhece a minha história sabe de tudo que passei, e ganhar esse prêmio foi algo incrível, um momento extraordinário. Por isso, receber a indicação como forma de reconhecimento do meu trabalho foi algo grandioso, algo que eu não imaginava que seria do tamanho que foi. O sentimento que fica é de gratidão. ”, pontua.

Prêmio Aura Pedagógica 2022 vem aí

Por tudo isso, ele não poderia deixar de fazer um convite para seus companheiros de profissão que, assim como ele, podem vir a ter a mesma alegria que ele teve ainda este ano: “O que eu tenho a dizer para os novos professores que farão parte da próxima edição do prêmio é que primeiramente será uma grande honra participar, de já ser selecionado pela escola. Então, se dentro da sua escola (que é parceira da Vortex) você é um professor transformador, que tem a capacidade de mediar o conhecimento, buscando diversas formas de inovar e que, principalmente, possibilita caminhos para que o estudante assuma esse protagonismo, você, com toda certeza, irá ser indicado e, quem sabe, levar o Prêmio Aura Pedagógica 2022. Confesso que já estou ansioso para conhecer os indicados e saber do resultado para poder passar em mãos o prêmio a você, professor que diariamente faz a diferença na vida dos seus alunos. ”, diz.

Iniciativas que fazem total diferença

Para Gilson, a importância desse tipo de iniciativa concretizado pela Vortex Educação (com relação ao Prêmio Aura Pedagógica e aos benefícios oferecidos para quem nele se destaca) são imensuráveis: “Em caráter inicial, a importância se dá pela preocupação da Vortex Educação em reconhecer, valorizar, divulgar e premiar, reconhecendo o trabalho de professores que contribuem para a melhoria dos processos de ensino e aprendizagem desenvolvidos nas salas de aula. Por consequência, essa preocupação da instituição com os professores das suas escolas parceiras é algo digno de aplausos em meio à nossa sociedade atual na qual muito se fala da valorização do professor. Além disso, ressalto que o Prêmio Aura Pedagógica é uma ótima oportunidade de levarmos inspiração a todos os outros professores do nosso país. ”, finaliza.

Mais informações sobre a Bett Brasil 2022

A Bett Brasil trata-se de um evento que sempre visa fomentar debates, discussões e ideias inovadoras acerca do papel que a tecnologia tem na formação de educadores e alunos. Na edição deste ano, mais de 270 marcas expositoras e startups de educação se fizeram presentes, oferecendo diversas experiências incríveis para os visitantes. Educadores, gestores escolares, mantenedores e representantes de secretarias de educação constituem os principais públicos do evento.

 

 

Categorias
EscolasParceiras FormaçãoContinuada2022 Vortex

Foi dada a largada para o Programa de Formação Continuada 2022 oferecido pela Vortex Educação aos professores das nossas escolas parceiras. Confira!

De acordo com a Base Nacional Comum Curricular – BNCC, para que haja eficiência e otimização no processo de ensino-aprendizagem, é necessário “selecionar, produzir, aplicar e avaliar recursos didáticos e tecnológicos para apoiar o processo de ensinar e aprender.” (versão MEC, pág. 17). É nesse contexto que o protagonismo do Programa de Formação Continuada 2022 oferecido pela Vortex Educação (de forma exclusiva para os professores das nossas escolas parceiras) vem à tona no intuito de fazer toda diferença no dia a dia dos educadores dentro e fora das salas de aula.

Enorme importância

Segundo Alex Romero, Diretor Pedagógico da Vortex Educação, esse programa gera impactos muito positivos em prol da Educação: “A formação continuada do professor é essencial para o aperfeiçoamento da prática pedagógica, além de influenciar diretamente no aspecto didático de ensino-aprendizagem”, afirma. Ainda de acordo com Alex, “as palestras visam, especialmente, o compartilhamento de experiências pedagógicas vinculadas às competências e habilidades presentes na Base. Por isso é importante a interação entre os participantes, uma vez que assim vamos enriquecer nossas práticas pedagógicas cotidianas”, continua.

Diretor Pedagógico da Vortex Educação, Alex Romero, num momento de Formação Continuada

A BNCC apresenta mudanças relevantes em todos os segmentos de ensino, o que implica na necessidade de uma atualização constante por parte dos gestores, coordenadores e professores. No próprio documento, de caráter normativo, há todos os encaminhamentos a serem desenvolvidos ao longo das etapas da educação básica.

Para Francisca Carvalho, professora de matemática (com especializações em docência do ensino superior e em matemática, além de curso de participação em educação financeira pelo MEC), a importância das formações fala por si: “Ser professor é um desafio diário, precisamos estar sempre antenados com as novidades e atualidades da educação. O Programa de Formação Continuada é importante para levar mais conhecimentos para os professores das nossas escolas parceiras, desde formação com conteúdos sobre a BNCC até assuntos diversos para auxiliar na prática educativa. As formações são ao vivo, o que pode levar os professores a tirarem suas dúvidas durante cada formação, e o melhor: elas ficam gravadas na nossa Plataforma Sagaz para que os professores possam assistir depois ou sempre que quiserem se atualizar”, garante.

Francisca, que está à frente do itinerário formativo com foco em educação financeira oferecido pela Vortex Educação (conforme detalhado no link https://vortexeducacao.com.br/blog/vortex-educacao-oferece-3-itinerarios-formativos-para-as-escolas-parceiras-fique-por-dentro-do-itinerario-com-foco-em-educacao-financeira) faz questão de evidenciar a satisfação que tem sentido em fazer parte também das formações: “Estou lisonjeada em poder participar esse ano da formação continuada, abordar um tema relacionado ao itinerário formativo que é algo novo, um desafio que estamos enfrentando e que trará muitas contribuições para os professores que ainda não estão munidos de informações sobre esse tema ou mesmo para os que precisam complementar conhecimentos no dia a dia. É muito gratificante poder participar desse programa e contribuir para a formação dos professores das nossas escolas parceiras”, finaliza.

Fique por dentro acerca das temáticas e das disponibilidades de datas para as formações pedagógicas em 2022.

BNCC – Princípios básicos relevantes

Data: 29/04/2022;

Carga horária: 1h30;

Público-alvo: todos os segmentos;

Ministrante: Alex Romero.

Tópicos abordados:

-A estrutura da BNCC;

-As 10 competências gerais.

Os campos de experiência da BNCC na Educação Infantil e no Fundamental – Anos Iniciais

Data: 13/05/2022;

Carga horária: 1h30;

Público-alvo: Educação Infantil e Fundamental Anos Iniciais;

Ministrante: Ana Nunes.

Tópicos abordados:

-Que estratégias traçar para trabalhar esses campos de experiência?;

-O papel do professor no desenvolvimento desses campos de experiência;

-Os objetivos que desejamos alcançar na sala de aula.

Educação Infantil – Planejamento Anual e Planos de Aulas segundo a BNCC

Data: 27/05/2022;

Carga horária: 1h30;

Público-alvo: Educação Infantil;

Ministrante: Débora Lima.

Tópicos abordados:

-O retorno do trabalho docente após o período pandêmico;

-Como planejar segundo a BNCC;

-Dicas de como fazer um planejamento Anual e Plano de Aula.

Avaliação na Educação Infantil segundo a BNCC

Data: 10/06/2022;

Carga Horária: 1h30;

Público-alvo: Educação Infantil;

Ministrante: Viviane Vieira.

Tópicos abordados:

-A importância do ensino socioemocional;

-A inteligência socioemocional nos anos iniciais.

A importância da formação continuada para os professores do Fundamental – Anos Iniciais e Finais

Data: 24/06/20222;

Carga horária: 1h30;

Público-alvo: Fundamental Anos Iniciais e Finais;

Ministrante: Flávio Willame.

Tópicos abordados

-A busca por práticas docentes atualizadas para o desenvolvimento do ensino;

-As exigências da BNCC no dia a dia;

-Os impactos da pandemia na prática do processo de ensino e aprendizagem.

Fundamental – Anos Iniciais – Planejamento Anual e Planos de Aula segundo a BNCC

Data: 19/08/2022;

Carga horária: 1h30;

Público-alvo: Fundamental Anos Iniciais;

Ministrante: Débora Lima.

Tópicos abordados:

-Dicas importantes de como planejar depois de dois anos de pandemia;

-Qual a diferença entre planejamento anual e plano de aula?;

-A importância do planejamento anual e do plano de aula segundo a BNCC.

Avaliação: para que e como avaliar?

Data: 02/09/2022;

Carga-horária: 1h30;

Público-alvo: Fundamental Anos Iniciais;

Ministrante: Berta Lucy Chaib.

Tópicos abordados:

-A avaliação deve orientar a aprendizagem;

-A importância da autoavaliação;

-Avaliação ou verificação: qual é a diferença?

Comunicação Assertiva (Educação Infantil e Fundamental – Anos Iniciais)

Data: 16/09/2022;

Carga-horária: 1h30;

Público-alvo: Educação Infantil e Fundamental Anos Iniciais;

Ministrante: Layse Polycarpo.

Tópicos abordados:

-Perfis comportamentais (agressivo, passivo, assertivo);

-Comunicação não violenta;

-Resolução de conflitos em um ambiente educacional.

Projeto de vida: mais que um componente curricular (Fundamental – Anos Finais)

Data: 30/09/2022;

Carga horária; 1h30;

Público-alvo: Fundamental Anos Iniciais;

Ministrante: Andreia Viana.

Tópicos abordados:

-Projeto é uma missão;

-Toda missão precisa propósito;

-Você e o seu legado.

Ensino Médio e BNCC: aulas focadas em áreas do conhecimento

Data: 14/10/2022;

Carga horária: 1h30;

Público-alvo: Ensino Médio;

Ministrante: Alex Romero.

Tópicos abordados:

-As áreas do conhecimento da BNCC para o Ensino Médio;

-Interdisciplinaridade e planejamento entre as áreas.

A importância dos itinerários formativos no Ensino Médio

Data: 28/10;

Carga horária: 1h30;

Público-alvo: Ensino Médio;

Ministrante: Francisca Carvalho.

Tópicos abordados

-As possibilidades de itinerários formativos;

-As adaptações da escola para adequar-se aos itinerários.

CARGA HORÁRIA TOTAL (todos os encontros): 16h30.

 

 

 

 

 

 

 

Categorias
DiaNacionalDaMatemática Educação Vortex

Saiba tudo sobre a origem e a importância do dia Nacional da Matemática, 06 de maio

“A matemática, senhora que ensina o homem a ser simples e modesto, é a base de todas as ciências e de todas as artes”. Essa frase do professor, educador, pedagogo, conferencista, matemático e escritor do modernismo brasileiro Malba Tahan (pseudônimo usado por Júlio César de Melo e Sousa) deixa bem evidente a importância que invariavelmente acompanha essa disciplina (que, por sua vez, é amada por muitos alunos e “bicho-papão” para outros tantos, não é mesmo?).

Levando-se em conta esse nível de protagonismo, é claro que ao menos um dia no calendário teria que ser destinado inteiramente à Matemática (em âmbito nacional). Nesse sentido, o dia 06 de maio foi escolhido para ser esse marco acerca do qual o Blog da Vortex Educação irá tratar agora. Confira!

Saiba como surgiu o Dia Nacional da Matemática

Malba Tahan teve seu centenário comemorado em 1995. Naquele ano a criação do dia da Matemática entrou em pauta (até como uma homenagem a esse grande expoente da Matemática em solo brasileiro), sendo aprovado primeiramente pela Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro e pela Câmara Municipal de São Paulo.

Apenas em 5 de junho de 2013, por meio da lei nº 12.835, o dia da Matemática passou a ser instituído em âmbito nacional (após o projeto de lei ter sido apresentado na Câmara dos Deputados em 2004). E assim o dia 06 de maio (data de nascimento de Malba Tahan) passou a ser considerado o Dia Nacional da Matemática.

Como vivenciar o dia 06/05 na sua escola? 

Algumas atividades bem legais têm tudo para tornarem o dia 06/05 uma data bem especial na sua instituição. Exibições de animações e vídeos de outros estilos que sejam condizentes com a referida temática, uma proposta que vise a resolução de desafios matemáticos (dando vida à gincanas bem divertidas, por exemplo) e aulas ainda mais descontraídas, com dinâmicas ainda mais inovadoras, são algumas das ações que servem não apenas para viabilizar uma comemoração plena acerca desse dia no ambiente escolar, mas também para fazer com que os alunos que “fogem” da Matemática se motivem a buscar uma aproximação com ela.

Sim, costumeiramente estudantes das mais diversas faixas etárias veem a Matemática como “vilã”. Esse comportamento já pode até mesmo ser considerado uma nuance cultural inserida nos múltiplos contextos do processo de ensino-aprendizagem em virtude de alguns motivos mais específicos (os quais não vêm ao caso de serem detalhados por aqui agora, né?). Logo, esse é um momento bastante propício para a “desmistificação do caráter supostamente assustador” que, ano após ano, é associado ao universo desses conhecimentos tão importantes e encantadores evidenciado por tal disciplina.

E aí, curtiu? Como o Dia Nacional da Matemática costuma ser vivenciado na sua instituição?    

Categorias
DiaDasMães Educação Vortex

Como o Dia das Mães pode ser comemorado na sua instituição? Saiba isso e muito mais em nosso post de hoje

O grande escritor brasileiro Machado de Assis certa vez disse: “amor de mãe é a mais elevada forma de altruísmo”. Mais do que uma definição poética acerca do “modus operandi” das mamães, podemos perceber através dessa assertiva a constatação de um fato, não é mesmo? E com a chegada do segundo domingo do mês de maio desse ano tudo isso fica ainda mais evidente. É isso aí, o Dia das Mães e as maneiras que essa data linda pode ser vivenciada na sua escola serão os assuntos de hoje no Blog da Vortex Educação. Confira!

De olho na inclusão

Primeiramente precisamos enfatizar a importância de se levar em conta as diversas configurações familiares existentes no intuito de que nenhum aluno se sinta deslocado, desrespeitado, esquecido.  Afinal de contas, tias, avós, madrinhas, pais e até mesmo mães de coração podem ser protagonistas desse dia tão especial. Há crianças que vivem com pais solteiros, outras que são filhos de casais homoafetivos. E todos (obviamente!) merecem ser incluídos.

Diversas possibilidades    

A criatividade dos gestores educacionais e de toda equipe pedagógica precisa vir à tona nesse momento. Diversas atividades podem ser concebidas e o Blog da Vortex Educação agora vai listar algumas. Anote aí!

Jogos colaborativos por meio dos quais as mamães possam interagir com seus filhos são sempre ótimas pedidas. Um dia inteiro ao ar livre, que contemple ações como piqueniques coletivos e muito contato com a natureza são outras ações incríveis que podem fazer toda diferença nesse cenário.

Momentos de emoção garantidos

Outras possibilidades que nunca “saem de moda” são as apresentações que as crianças podem protagonizar no intuito de prestarem homenagens às mães. Apresentações musicais, uma dramatização, ou até mesmo algo que una música e teatro, que tal? Certamente os resultados de ações como essas são sempre maravilhosos, emocionantes, inesquecíveis.

Imagine por exemplo uma criança declamando alguns dos versos mais inspirados do poeta Mário Quintana (intitulado “Mãe”): “Mãe… São três letras apenas/ As desse nome bendito;/ Também o céu tem três letras/ E nelas cabe o infinito/ Para louvar nossa mãe, / Todo o bem que se disser/ Nunca há de ser tão grande/ Como o bem que ela nos quer. / Palavra tão pequenina, / Bem sabem os lábios meus/ Que és do tamanho do céu/ E apenas menor que Deus”. Perfeito, né?

É claro que outras tantas práticas podem ser levadas em consideração nesse contexto. E até por isso nós daqui gostaríamos de saber: como o Dia das Mães será vivenciado na sua instituição de modo a constituir um dia inclusivo e bem divertido?    

Categorias
DiaMundialDaLínguaPortuguesa Educação Vortex

Três dias do ano costumam ser destinados a ela. E o primeiro deles é celebrado no mês de maio. Confira!

Especialmente no âmbito histórico e cultural ela detém um valor que é de fato imensurável. Há um dia no qual sua existência é celebrada mundialmente, 05/05; um dia que foi instituído pelo Estado Português para que essa celebração ocorra, 10/06, e ainda um dia no qual esse protagonismo é comemorado em nível nacional, 05/11. Depois dessas dicas você já sabe do que estamos falando, né? Sim, a Língua Portuguesa e as datas comemorativas a ela relacionadas serão os focos da nossa postagem de hoje aqui no Blog da Vortex Educação.

Por que a Língua Portuguesa é tão importante?

Mais de 230 milhões de pessoas em todo mundo falam português. Portugal, Brasil, Angola, Cabo Verde, Moçambique, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe, Timor Leste e Guiné Equatorial são os países que o têm como idioma oficial (mas vale ressaltar que a Língua Portuguesa também é falada em outros lugares, ainda que de forma não-oficial).

Além do quesito abrangência, o pleno domínio acerca do nosso idioma é determinante para que haja o estabelecimento de processos comunicativos eficientes, além de facilitar a inserção no mercado de trabalho (levando-se em conta, claro, os contextos nos quais ele é adotado com mais ênfase).

Tem mais

Saber decifrar códigos linguísticos é base para que seja viabilizado um fortalecimento do repertório argumentativo e cultural dos indivíduos, e com a Língua Portuguesa não é diferente. Esse domínio potencializa o acesso à leitura. E a leitura estimula a criatividade, ajuda a desenvolver o senso crítico e, dentre outros benefícios, norteia o processo de ensino-aprendizagem.

Como comemorar essas datas especiais na escola?  

Algumas atividades bem legais podem tornar esses dias marcos inesquecíveis na sua escola. Que tal usar as várias transformações pelas quais a Língua Portuguesa passou (e vem passando) ao longo dos tempos como base de alguma prática bem enriquecedora?

Essas transformações constituem fases que são conhecidas como: Português Pré-literário; Português Antigo; Português Médio; Português Clássico; Português Moderno e Português Contemporâneo. Ou seja, não faltam nuances da Língua Portuguesa (históricas e/ou atuais) que podem ser abordadas nesse sentido, não é mesmo?

Outra dica: incentivar os alunos a produzirem crônicas e poemas que usem a metalinguagem (sem moderação!) é também uma ação que fará toda diferença nesse contexto, tal como a análise de produções textuais oriundas de autores renomados (ou não).

E aí, curtiu? Quais são as formas mediante as quais a Língua Portuguesa costuma ser homenageada nessas datas na sua instituição?

Categorias
DiaMundialDaEducação Educação Vortex

Você conhece a origem e a importância do Dia Mundial da Educação? Confira isso e muito mais no nosso post de hoje!

O Fórum Mundial de Educação, realizado em 28 de abril do ano 2000, em Senegal (mais precisamente na cidade de Dakar), deu origem ao Dia Mundial da Educação (embora haja controvérsias a esse respeito). Mas, de uma forma ou de outra, essa data revela uma importância que decerto vai muito além de um simples marco comemorativo: reflexões acerca dos caminhos que a Educação vem tomando em todo o mundo encontram neste dia um terreno ainda mais fértil para que possam aflorar em prol de uma maior democratização e de um maior desenvolvimento da educação básica e secundária.

Naquela oportunidade, líderes de 164 países firmaram um acordo que deverá ter validade até 2030 visando, além do que já foi dito, a construção de uma sociedade mais justa e equilibrada em nível global por meio do desenvolvimento da educação.

Como essa data pode ser vivenciada na sua escola?

Atividades que ressaltem ainda mais a importância da educação para o mundo são ótimas alternativas para este dia. O importante é que essa chance não seja desperdiçada e, para tanto, a criatividade dos professores deve entrar em cena no intuito de que atividades enriquecedoras possam vir à tona e sejam propostas para os alunos. Que tal um concurso de redação voltado para esse tema? Ou mesmo a veiculação de filmes que possam ilustrar de forma ainda mais potente a importância da educação? (Sobre essa segunda alternativa, aliás, a gente não poderia deixar de sugerir alguns ótimos títulos, né? Então vamos a eles…).

“Escritores da Liberdade”, de Richard LaGravenese (2007); “A Sociedade dos Poetas Mortos”, de Peter Weier (1989); “Preciosa”, de Lee Daniels (2009); “O Sorriso de Monalisa”, de Mike Newell (2003); “O Contador de Histórias”, de Luiz Villaça (2009); “Filhas do Destino”, de Vanessa Roth (2007); “A Voz do Coração”, de Christophe Barratier (2003); “Como Estrelas na Terra”, de Aamir Khan (2007) e “Malala”, de Davis Guggenheim (2015) constituem opções maravilhosas!

Funções essenciais

A educação é a base da construção de um mundo melhor. Ela reforça os princípios da cidadania e se faz um dos antídotos mais potentes contra a desigualdade social; é a melhor “garota-propaganda” da sustentabilidade (o planeta agradece!), promotora dos direitos humanos e, obviamente, é um dos recursos mais eficientes quando se busca uma diminuição da violência em suas mais variadas nuances em prol de um mundo mais civilizado e pacífico (em tempos nos quais tem havido tanta propagação de ódio tal protagonismo fica ainda maior, não é mesmo?).

Como dizia o renomado filósofo e escritor Sêneca, “a educação exige os maiores cuidados, porque influi sobre toda a vida”. Resta-nos a noção de que esses cuidados precisam ser levados em conta não apenas por um dia, mas, sempre, no intuito de que as crianças e jovens de hoje se tornem adultos transformadores (no melhor sentido da expressão!) amanhã.

 

Categorias
DiaNacionalDaFamíliaNaEscola Escola Vortex

Dia Nacional da Família na Escola: uma data que reforça a importância da união de forças em prol do melhor desenvolvimento de crianças e jovens

O grande filósofo alemão Immanuel Kant já dizia: “O homem não é nada além daquilo que a educação faz dele. ” E essa ferramenta de valor inestimável não deve ser trabalhada apenas pelas instituições de ensino junto aos seus respectivos alunados: é fundamental a participação efetiva dos pais (ou responsáveis) na implementação dessa educação junto aos seus filhos. A importância dessa parceria parece óbvia, não é mesmo? Mas não é bem assim. Ao que tudo indica, há sérias dificuldades de entendimento quanto a isso por parte de muitas pessoas. Tanto é que o MEC, em 2001, resolveu instituir o Dia Nacional da Família na Escolacelebrado no dia 24 de abril – no intuito de reforçar o papel imprescindível dessa união.

De acordo com análises de resultados oriundos do Sistema de Avaliação de Educação Básica (Saeb), as notas melhoram e a evasão escolar diminui quando o aluno tem seu desenvolvimento nas aulas acompanhado de perto também no âmbito familiar.  Ou seja, a formação humana e acadêmica das crianças e jovens é totalmente dependente dessa integração de forças que pode ser plenamente viabilizada mediante a concretização de ações muito simples.

Como as famílias podem contribuir para o processo de ensino-aprendizagem dos alunos?

“Alguém te perguntou como é que foi seu dia? ”, questiona esse verso da música Céu Azul, do Charlie Brown Jr. Uma ação tão singela como essa já tende a fazer uma grande diferença na vida de qualquer pessoa e com os estudantes não é diferente. A demonstração de interesse por parte das famílias com relação às vivências escolares dos alunos tende a deixar essa galera com a motivação em alta, melhorando os níveis de produtividade e ajudando no fortalecimento do senso de responsabilidade.

A participação dos pais (ou responsáveis) nas reuniões e demais eventos escolares é outra peça-chave nesse contexto, tais como os incentivos a serem prestados no intuito de que as crianças e jovens desenvolvam gosto pelo ato de estudar. Reforçar positivamente os bons feitos dos estudantes tanto em sala de aula quanto em casa (por ocasião da realização de deveres de casa, por exemplo) é outra atitude que se faz muito importante nesse sentido.

Não para por aí. Muito mais pode ser feito

O estabelecimento de rotinas que sejam norteadas por uma divisão saudável do tempo; o oferecimento de um lugar para as crianças e jovens que seja de fato mais propício para os estudos em casa; imersão de toda família em hobbies e demais atividades que promovam momentos de diversão e relaxamento (se houver como tais atividades serem regidas ainda por algum valor educativo, melhor ainda!) constituem outras ações que devem ter grande protagonismo nesse cenário.

O Dia Nacional da Família na Escola é, assim, uma data que reforça a importância da união de forças em prol do melhor desenvolvimento das crianças e dos jovens. Mas essa união, claro, é algo que, para funcionar de fato, precisa ser buscado sempre. É uma integração por meio da qual todos saem ganhando, especialmente a sociedade e o mundo como um todo.

 

Categorias
Cultura DiaMundialDoLivro Educação Vortex

Eles sempre são protagonistas, mas no dia 23/04 tal protagonismo fica ainda maior. Você sabe do que estamos falando?

Quem lida com eles de maneira frequente e apropriada, com mais conhecimento (acerca das mais diversas áreas!) fica. A bagagem cultural é fortalecida. O senso crítico se desenvolve, tais como os níveis de autoconhecimento, empoderamento, qualidade da escrita e do próprio repertório argumentativo. E amanhã, 23 de abril, o mundo inteiro celebrará sua existência. Sim, estamos falando do Dia Mundial do Livro (e dos Direitos Autorais) e esse será o assunto de hoje no Blog da Vortex Educação!

Importância da data

Esse dia detém uma importância enorme que, por sua vez, se reflete em múltiplas frentes. Ou seja, ele ajuda as pessoas a refletirem mais profundamente a respeito da importância da leitura; traz à tona os trabalhos de novos autores; reforça o papel fundamental dos clássicos e, além disso, traz também uma luz sobre os direitos dos autores.

Como vivenciar o Dia Mundial do Livro na sua escola   

Inúmeras atividades podem ser propostas para os alunos no intuito de que eles desenvolvam ainda mais o apreço pelos livros.

Os estudantes podem, por exemplo, ser convidados a desenvolverem redações e poesias que tenham a importância dos livros como inspiração; contações de histórias são sempre ótimas pedidas (especialmente quando se trata de crianças); uma peça teatral tendo por base alguma nuance de clássicos da literatura é outra sugestão bem legal, tal como uma visita a ser feita em ao menos uma das mais importantes bibliotecas da cidade.

Algumas sugestões de leitura incríveis

Diante de tantos artistas hiper talentosos e de tantas histórias inesquecíveis, nada melhor do que uma listinha repleta de sugestões preciosas para quem deseja investir de forma mais contundente na leitura e não sabe bem ao certo por onde começar, não é mesmo? Então vamos lá!

Se você preferir logo de cara grandes clássicos da literatura mundial, Odisseia (Homero); A Divina Comédia (Dante Alighieri); Romeu e Julieta (Shakespeare); Os Lusíadas (Camões); Dom Quixote de la Mancha (Cervantes); Orgulho e Preconceito (Jane Austen); Crime e Castigo (Dostoiévski); Dom Casmurro (Machado de Assis) e A Metamorfose (Kafka) representam algumas opções maravilhosas.

Já se sua predileção for por autores de renome da atualidade, À Cidade (Mailson Furtado); Assim na terra como embaixo da terra (Ana Paula Maia); The Underground Railroad – Os Caminhos para a Liberdade (Colson Whitehead); Frantumaglia (Elena Ferrante); O Clube dos Jardineiros de Fumaça (Carol Bensimon); 4321 (Paul Auster) e Um Artista do Mundo Flutuante (Kazuo Ishiguro) se fazem obras quase “obrigatórias” de serem lidas. Na boa, vale muito a pena conferir!

Dito isso, não poderíamos deixar de enfatizar, claro: “todo dia é dia, e toda hora é hora” quando se trata do mergulho numa boa leitura!

Categorias
Cultura DiaDaDiversidadeIndígena Vortex

Por que o dia 19/04 é tão importante? E como ele pode ser vivenciado na sua instituição?

Eles são responsáveis por uma herança cultural de valor inestimável para todos os brasileiros. E têm no dia 19/04 uma data que, muito além de uma homenagem, reforça a necessidade de uma reflexão profunda (crítica) acerca da relação histórica de dominação e conquista das civilizações europeias sobre eles, bem como do tratamento atual que lhes é destinado, nos mais diversos âmbitos, por parte dos governos e dos brasileiros como um todo. Por essas e outras o Dia da Diversidade Indígena se faz um marco tão importante no nosso calendário e esse assunto, claro, não poderia faltar no Blog da Vortex Educação.

Mudança necessária  

Não, não falamos mais em “Dia do Índio”. Esse termo anula as singularidades pertencentes aos povos indígenas, dá a entender que esses indivíduos não fazem parte, em nenhum nível, do nosso presente e os associa de maneira depreciativa a um “perfil selvagem” que, obviamente, se faz cem por cento inadequado. Então vamos focar mesmo no Dia da Diversidade Indígena, no Dia do Indígena ou até mesmo Dia dos Povos Indígenas, ok?

Como trabalhar o dia 19/04 na sua escola

 Essa é uma ótima oportunidade para conscientizar os alunos da sua escola quanto à importância dos povos indígenas para o Brasil, especialmente as crianças.

O primeiro passo pode dizer respeito, por exemplo, à viabilização de aulas que contextualizem de forma bem completa e dinâmica os motivos que fazem deste dia algo tão relevante, necessário. Na sequência, atividades que motivem os estudantes a desenvolverem trabalhos de pesquisas em torno desse tema podem constituir ótimas pedidas. E – essa talvez seja uma ação mais complexa de ser realizada – a visita de um ou mais representantes de povos indígenas visando um bate-papo bem enriquecedor com os alunos seria algo bem legal e marcante para todos. Soma-se a isso a possibilidade de uma exposição de artes que faça alusão aos povos indígenas, bem como de um “menu gastronômico” que possa apresentar às crianças e jovens da sua instituição algumas das tradições indígenas quanto ao universo culinário, já pensou?

Opções de obras literárias infantis que abordam culturas indígenas são opções bem interessantes de serem trabalhadas junto às crianças

Quanto mais cedo esse trabalho de conscientização referente à importância dos povos indígenas for feito, melhores tendem a ser os resultados. E a literatura infantil tem tudo para ser uma aliada de peso nesse contexto. Fique por dentro de alguns títulos bem interessantes nesse sentido:

“Boca da Noite: Histórias que Moram em Mim”, de Cristino Wapichana; “A Terra sem Males – Mito Guarani, de Jackson de Alencar; “Um Dia na Aldeia”, de Daniel Munduruku; “O Menino Levado ao Céu pela Andorinha”, de Sergio Capparelli; “Descobrindo o Xingu”, de Marco Hailer; “Aldeias, Palavras e Mundos Indígenas”, de Valéria Macedo e “Tem Tupi na Oca e Em Quase Tudo que se Toca”, de Walther Moreira Santos são algumas das ótimas possibilidades existentes nesse contexto.

E aí, curtiu? Como o dia 19/04 costuma ser vivenciado na sua instituição?